Surf music ou música de surfista: Qual a diferença?

Surf music ou música de surfista: Qual a diferença?

Se quando você ouve falar em surf music o que vem à sua mente é Jack Johnson, hardcore ou reggae, este episódio do Surf de Mesa é para você. Mas se você curte as guitarras elétricas de Dick Dale, que em 1961 chegaram a originar o desenvolvimento pela Fender de um amplificador capaz de prolongar extensivamente o uso da reverberação, esse episódio também é para você.

Isso porque há muita diferença semântica entre surf music (onde está Dick Dale) e “música de surfista” (onde estão Jack Johnson, hardcore, reggae e outros). E porque, se há uma coisa de que gostamos tanto quanto de surf, essa coisa é música, então decidimos dedicar um episódio inteiro a falar tanto de uma quanto da outra.

A diferença

Surf music é um subgênero do rock com características bem definidas que não irão mudar com o tempo. Já a “música de surfista” pode variar de acordo com as referências culturais de tempo e região. Ok, bem mais de tempo do que de região, vamos admitir.

A influência dos filmes de surf foram e ainda são uma das principais vias de relação do surfista com a música. Mesmo que a internet torne natural a decadência desta influência, o hardcore dos filmes de 90 continua sendo uma espécie de música oficial de surf. Herança da geração Momentum.

Mas foi a necessidade de Dick Dale expressar o movimento das ondas musicalmente que batizou um gênero próprio. O surf instrumental do guitarrista deu origem a um movimento que levou a cultura surf para os palcos californianos do final dos anos 50. Movimento que seguiu com o surf vocal introduzido pelos Beach Boys no começo dos 60, e ao longo do tempo foi se descolando do surf como referência de produção em si. Desde então, muita coisa se passou.

Para ouvir esse episódio jovem que vai soar como música para seus ouvidos, toca aí!

Além do Spotify, você também pode ouvir o Surf de Mesa nas plataformas iTunes, Google Podcasts, Deezer e Spreaker.