Surf e skate são irmãos? A complexa relação entre surfistas e skatistas

Surf e skate são irmãos? A complexa relação entre surfistas e skatistas

Por mais que a relação entre surf e skate seja, digamos assim, umbilical, os caminhos pelo qual os dois passaram ao longo dos anos foram tão diferentes quanto é distante o estado sólido do estado líquido.

É inegável dizer que o skate como conhecemos hoje derivou do surf. Assim como é impossível não reconhecer que o skate evoluiu tanto e em tantas direções quanto o meio sólido propiciou. Entre asfaltos e piscinas que deram origem aos bowls, rodeados pelos intensos estímulos das cidades e em meio ao olho do furacão urbano das referências culturais, não demorou muito para que esta relação evoluísse a algo emocionalmente desigual. Enquanto skatistas passaram a subestimar o surf, surfistas buscaram no skate o estímulo para evoluir a performance, com uma clara influência das manobras aéreas.

Há quem diga que o ranço de skatistas com surfistas em determinado momento da história passe por uma ponta de recalque. Mas bem longe do simplismo, a questão vai por caminhos bem mais profundos. E a verdade é que há muito mais em comum entre o asfalto e o mar do que todos gostam de admitir. No meio do caminho, estão aqueles que seguiram a cartilha de Dogtown e buscaram unir surf e skate em uma mesma existência. É o caso do convidado deste episódio do Surf de Mesa. Diretor do programa Pela Rua, do Canal OFF, Carlinhos Zodi veio bater um papo franco sobre a complexa relação entre surf e skate. Para saber como um caminho é inspirado e inspirador para o outro, é só dar o play e vir nessa conversa com a gente.

Além do Spotify, você também pode ouvir o Surf de Mesa nas plataformas iTunes, Google Podcasts, Deezer e Spreaker.