Tipo mídia de surf, só que mais legal

Evento da WSL só para surfistas que estão nos EUA?

Evento da WSL só para surfistas que estão nos EUA?

As campeãs do Shaka Virtual Long Contest, mais de 30 surfistas presos, as tentativas de conter a invasão de turistas às praias paulistas e os rumores sobre um evento da WSL só com surfistas do CT residentes nos Estados Unidos. Está no ar o 11º episódio do podcast SURF ZINE. E estas são as principais notícias da semana:

Campeãs do Shaka Long Contest

Na segunda-feira, 18 de maio, foram encerradas as competições do Shaka Virtual Long Contest. Na categoria 9´11, Gabriela Andrade, de Santos, ficou em primeiro lugar. E Maina Thompson, do Rio de Janeiro, foi a campeã na categoria noserider.

Surfistas presos

Essa semana foi marcada pela prisão de mais de 30 surfistas. Aqui no Brasil, segundo a Polícia Militar, no último final de semana 10 surfistas foram presos no Rio – nas praias de Ipanema, Leblon e Copacabana.

Em Rosarito, no México, 22 surfistas foram presos de uma só vez. Alguns foram autuados e pagaram multa de US$ 35. Enquanto outra parte dos surfistas preferiu ir a julgamento para defender seus direitos. Estes que optaram pela defesa foram para celas e, segundo o jornal San Diego Reader, tiveram que pagar multas de cerca de US$ 150.

No Hawaii um turista de Nova York foi detido após desrespeitar a quarentena de 14 dias imposta aos viajantes que chegam nas ilhas. Logo que chegou, Tarique Peters, de 23 anos, saiu inúmeras vezes por Honolulu e, não contente, postou selfies no seu Instagram. Inclusive aprendendo a surfar. A comunidade local denunciou o furão e, com as provas online, ele foi detido pela polícia. Falou-se ainda que a fiança para se ver livre da situação seria de US$ 4 mil.

Barreiras nas praias paulistas

A confusão causada pela tentativa de frear o ritmo de contágio pelo coronavírus também chegou a um ápice trágico no estado de São Paulo essa semana. Enquanto a capital resolveu adiantar feriados para conter a circulação de 12 milhões de pessoas na Grande São Paulo, no litoral prefeitos e moradores foram obrigados a lidar com uma consequência óbvia e previsível do mega feriado: turistas na praia.

Com isso, as cidades do litoral endureceram ainda mais as medidas que funcionam desde março. As praias de Juquehy e Barra do Sahy tiveram seus acessos bloqueados por tapumes. Na praia da Baleia, as vielas de acesso à areia estão bloqueadas por faixas. Em Maresias, foram improvisados muros de areia nas entradas de corredores de acesso à praia. Na Rodovia Rio-Santos, na altura de Juquehy, a população chegou a atear fogo em uma barricada para bloquear a chegada dos turistas na tarde de quarta-feira, 20 de maio. O protesto se estendeu até a praia, onde montes de areia com cruzes simulavam túmulos na beira do mar.

As prefeituras da Baixada Santista também intensificaram a fiscalização nas entradas das 9 cidades, mandando de volta carros com placa de fora ou sem comprovação de residência. Só em Guarujá, quase 400 carros foram barrados nas primeiras 24 horas do feriadão. Já no litoral sul, a Justiça atendeu um pedido de  bloqueio do acesso às cidades de Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Itariri e Pedro de Toledo.

No litoral norte é possível relacionar picos no número de casos de Covid-19 aos feriados de 21 de abril e 1º de maio. Os números tendem a subir de 12 a 15 dias depois dos dias de folga, e a situação já não é boa em várias cidades litorâneas, que têm menos recursos hospitalares para lidar com a crise sanitária.

Boatos sobre evento da WSL

O site Beach Grit soltou rumores de que a WSL estaria mobilizando surfistas do CT que moram nos Estados Unidos para um possível evento no Surf Ranch, de Kelly Slater, em Lemoore. Além do dono do parquinho, estariam na lista Filipe Toledo, Kolohe Andino, Conner Coffin, John John Florence, Seth Moniz e Griffin Colapinto. Das mulheres, Carissa Moore, Caroline Marks, Lakey Peterson, talvez Stephanie Gilmore (se estiver na sua casa em Malibu), Courtney Conlogue, Sage Erickson, Malia Manuel e Brisa Hennessy. Por enquanto – importante frisar -, é apenas um boato.

 

E aqui estão os links para as DICAS DA SEMANA NO SURF ZINE:

O filme Undone, com Laura Enever. Disponível no iTunes e no Vimeo On Demand.

O documentário Fish

O grupo do Surf de Mesa e o canal da Flamboiar no Telegram

A entrevista de Xico Sá à Breiller Pires

O SURF ZINE também está disponível nas plataformas iTunes, Google Podcasts, Deezer, Spreaker e YouTube.

Quer ouvir mais podcasts de surf? Carolina Bridi, Junior Faria e Raphael Tognini também colocam suas ideias para funcionar todas as quintas-feiras no Surf de Mesa, o podcast mais sincerão do universo surfístico.