Afinal, a cultura surf está mesmo morrendo?

Afinal, a cultura surf está mesmo morrendo?

Você já deve ter esbarrado por aí com a indignada sentença: “A cultura do surf está morrendo”.

Que o surf ganhou mais alcance e visibilidade de público brasileiro nos últimos anos, não se discute. Os reflexos desse movimento de expansão é que dão pano pra manga… Afinal, quanto mais gente envolvida numa atividade, mais diversidade não só é natural, como até esperada.

Natural também é o fato de que onde há mudança, haverá sempre debate, resistência e discordância.

Um dos reflexos do surf às voltas com o mainstream seria, numa visão mais purista e tradicional, a palidez do que se entende como cultura surf e, para os mais catastróficos, a própria morte da essência do surf em céu, terra e mar brasileiros. Por isso, como a gente ama de todo coração um debate bem caloroso, nesse episódio do Surf de Mesa trouxemos a cultura surf no Brasil pra roda de conversa. E o resultado não poderia ser diferente… Passando um pouco pela história do surf e tentando entender o que, afinal, é a essência do surf, Junior Faria, Carolina Bridi e Raphael Tognini lançaram suas visões tentando driblar suas preferências culturais pessoais para enxergar a questão de uma forma mais ampla do que uma simples discordância de gostos.

 

Além do Spotify, você também pode ouvir o Surf de Mesa nas plataformas iTunes e Spreaker.